As Cores Apropriadas a cada divisão de uma Moradia

Como em tudo na vida, cada cor transmite um tipo de sensação:

Cores mais claras remetem à tranquilidade, enquanto tons mais quentes trazem mais alegria ao ambiente.

E como saber qual a sensação que é a melhor para cada divisão da casa? Para o ajudar a escolher a cor ideal para seu lar, leia este artigo até ao fim.

Entre as muitas formas de trazer a harmonia para os diferentes ambientes da casa é recorrendo a cores, quer seja em pintura de paredes e tectos quer seja através de objectos posicionados estrategicamente.

Vamos começar por falar do impacto visual que as cores têm.

Elas podem dividir-se em cores quentes, cores frias e cores neutras. Numa primeira abordagem vamos mencionar o que cada cor pode fazer pelas suas divisões e depois salientaremos pormenores a ter em conta para que o impacto visual resulte da melhor forma e seja muito positivo sobretudo para quem reside na casa, ou até para quem a visita.

Cores Quentes

1 - Escolha uma cor quente para dar um aspecto de união e força ao local. Essas cores deixam a divisão aconchegante, no caso de serem tons mais escuros e suaves, enquanto os mais claros e brilhantes podem criar um aspecto caótico quando usados em excesso.

2 - Pinte as paredes de uma divisão com um castanho avermelhado para criar uma aparência convidativa e aconchegante. Essa cor aciona automaticamente uma sensação de conforto na maior parte das pessoas.

3 - Uma forma de acrescentar um toque delicado a qualquer divisão é pintando as paredes ou o tecto com um rosa claro. Essa cor é delicada, feminina e fica muito bem em quartos de meninas. Ela também fica bem em casas de banho, pois o seu tom claro complementa a cor da pele.

4 - Dê vida a um quarto ao pintar as suas paredes com a cor laranja queimado. Assim como o castanho avermelhado, esse tom combina o aspecto pesado da cor escura com o aconchego natural do outro espectro de cor, criando um espaço confortável e intimo.

5 - Ilumine uma divisão ao pintar as paredes ou o tecto de amarelo. O amarelo geralmente parece mais brilhante do que o branco e funciona muito bem para divisões com baixa iluminação.

6 - Pense em usar vermelho, rosa ou laranja brilhante como cores de destaque. Se as usar numa divisão inteira, ficará exagerado e desconfortável. Em vez disso, use-as para acentuar objectos ou pinte uma parede com um tom mais brilhante, e pinte as outras três com um tom mais suave.

7 - Evite pintar o tecto de vermelho. Isso pode criar um aspecto pesado e opressivo.

Cores Frias

1 - Use cores frias para criar um efeito relaxante, pois o seu aspecto fresco e calmo acabam por dar um ar mais limpo ao local, enquanto os tons mais escuros podem ser praticamente terapêuticos.

2 - O verde é uma cor encontrada constantemente na natureza e combina com a maioria das divisões. Se pretende criar um aspecto natural, pinte uma divisão de verde. As paredes verdes tendem a criar uma sensação calma e de segurança, mas também pode diminuir a iluminação.

3 - Pinte o tecto de azul para dar um clima de paz para uma divisão. Os tons mais claros têm uma aparência fria e celestial, enquanto os mais escuros parecem avançar, o que os torna mais adequados para divisões altas.

4 - Use a cor violeta para criar um ar de serenidade, pois é considerada uma cor romântica. Ela é menos viva que o vermelho, mas é mais viva que o azul. As paredes pintadas de violeta podem dar uma sensação de equilíbrio e harmonia.

Cores Neutras

1 - Se pretende dar um ar mais simples à sua casa e use cores neutras. Os tons mais neutros são o branco, cinza, preto e alguns tipos de castanho. Eles combinam com a maioria dos ambientes e facilitam a troca de mobílias à posterior.

2 - O branco faz o tecto refletir a luz e reduz as sombras, deixando a divisão com um aspecto mais aberto. As paredes brancas também produzem esse efeito e deixam a divisão mais neutra. Esse tom permite uma maior versatilidade na decoração com os mais diversos objectos.

3 - Pinte um tecto alto com uma tinta preta ou castanho escuro, pois esses tons escuros fazem com que os olhos se direcionem para baixo, para a divisão. Entretanto, evite colocar essas cores nas paredes, pois elas podem ficar um pouco dramáticas.

4 - Crie sombras pintando o tecto e as paredes de cinza. Essa cor cria um pouco de drama mas sem o deixar muito intenso e também pode inspirar a criatividade.

5 - Opte por paredes castanhas se você quiser uma cor mais quente e neutra. Os tons médios e escuros são mais quentes, enquanto os mais suaves dão um aspecto mais natural e neutro.

Pormenores para um bom impacto visual

  • Pinte todas as paredes com uma cor clara para dar um aspecto maior a uma divisão pequena. As cores pastéis frias são muito eficazes para dar um visual mais aberto e amplo.
  • Amplie uma divisão pintando as paredes com uma cor que combine com a mobília. A mobília não precisa ter a mesma cor que a parede, mas se as duas forem de tons da mesma família, elas combinarão e isso criará um aspecto mais ampliado e aberto para o local.
  • Se quiser destacar uma parede ou o tecto, deixe uma parede com um aspecto mais pesado colocando cores fortes e brilhantes, face às restantes. Essas cores chamam a atenção.
  • Reduza o peso de uma divisão com cores neutras, pois elas mostram menos a superfície da parede, diminuindo a sua presença e o peso visual. Elas são perfeitas como pano de fundo, especialmente os tons de branco.
  • Em divisões estreitas e compridas, pinte as paredes da extremidade com um tom mais escuro do que as paredes mais longas. Essa técnica faz o tom mais escuro retroceder, cria uma ilusão de largura e equilibra as proporções da divisão.
  • Quando procura chamar a atenção para as paredes, pinte o tecto com uma cor escura, pois os tons mais escuros fazem com que os seus olhos fiquem no nível da cabeça, o que manterá o foco nas paredes e na mobília.
  • Pinte o tecto com uma cor clara se pretender criar uma ilusão de altura. As cores claras atraem atenção para o tecto e assim, fazem a divisão parecer mais alta do que realmente é. Essas cores são especialmente adequadas para tectos baixos a médios.

Se você deseja uma área mais relaxante e sossegada, a escolha passa por optar por tons claros e neutros, pois proporcionam uma sensação de relaxamento e calma. Para quem prefere áreas mais alegres e cheias de vida, pode optar por tons mais fortes e ousar com tons mais escuros, pois estes exprimem personalidade e aconchego aos espaços.

De forma a definir a melhor cor para cada divisão da sua casa, vamos falar sobre os tons mais adequados para cada área.

Sala

Na sala as cores são bem vindas, pois valorizam o ambiente. Bases de branco, branco sujo, cinza claro ou tons pastel são mais harmoniosas e condicionam menos a decoração do espaço. Estas cores ficam bem com vários materiais, desde madeiras, lacados ou betão. Caso a sala receba muita luz natural e tenha dimensões generosas, então a cor a utilizar em apontamentos já poderá ser mais escura ou mais forte. Se o espaço é amplo, pode ousar com cores mais fortes e vivas, ou até mesmo com o preto e o castanho. Mas se o ambiente é menor, optar por cores mais neutras e leves é a melhor opção. Dessa forma, o ambiente vai parecer mais leve e confortável.

Quarto de casal

Esta divisão deve transmitir aconchego e descanso, logo quer cores pouco vibrantes que tragam e transmitam relaxamento. A escolha em tons pastel, cores mais neutras como o amarelo palha, o salmão, base de cinza e até o rosa são super indicadas. Caso queira deixar o ambiente mais neutro, opte pelo branco nas paredes e dê cor ao espaço com almofadas e colchas, assim é mais fácil mudar e renovar o ambiente sempre que quiser. Um fator de grande relevância é a luz natural, por isso apenas se o espaço for bem iluminado, pode-se optar por tons escuros.

Deve sempre evitar nesta divisão cores excitantes como amarelos, vermelhos, laranjas e rosas que podem ser sexy’s e divertidos, mas também poderão potenciar insónias e vontade de comer durante a noite. Se gosta muito de azul, cuidado com a tendência para a depressão (os azuis são introspectivos), enquanto que os verdes, em espaços muito pequenos, podem causar claustrofobia e, em contrapartida, demasiado branco, pode dar a sensação de vazio e frio.

Quarto de criança

A escolha das cores para os quartos das crianças depende dos gostos pessoais dos pais e das crianças, quando estas começam a ter opinião, pois não existe uma regra. Por isso, para tentar agradar a ambos, não há como as bases neutras, como branco, cinza claro e tons pastel. Dependendo do tamanho da divisão em causa e da idade da criança ou crianças, pode sempre combinar com cores mais intensas. Em relação ao mobiliário, as madeiras claras e o lacado a branco são a escolha ideal para não sobrecarregar visualmente o quarto. No entanto, em algumas situações especiais, os lacados a uma cor específica e as madeiras escuras são consideradas uma boa opção.

Casa de banho

Na casa de banho principal, use revestimento nas zonas de contacto com a água, duche e lavatório, deixando as outras superfícies simplesmente pintadas com cores neutras para depois poder mudar os acessórios e elementos decorativos se assim o desejar. Já para o WC social, porque é geralmente mais diminuto, pode escolher uma cor forte e recorrer a outros materiais, que não os materiais cerâmicos. Opte preferencialmente por materiais não cerâmicos, uma vez que, por norma, estes espaços não têm condensação de água. Todas as cores podem ser usadas numa casa de banho mas, se for social, então aí deve arriscar num tom diferente e original ou num revestimento novo, pois pode arriscar a mudar mais vezes o visual da divisão visto as áreas serem reduzidas.

Cozinha

Opte por branco na maior parte do ambiente e utilize as cores para dar personalidade e vida ao local. Em conjunto, conferem-lhe um look citadino de inspiração industrial. Para que os tons mais escuros ganhem relevo, os especialistas de cor recomendam uma base clara em grande parte da parede e no tecto, aumentando visualmente o pé direito do espaço. Na cozinha a cor branca é muito importante pois transmite a ideia de higiene e limpeza ao local.

É importante criar um equilíbrio entre os móveis decorativos dos espaços em causa e as paredes para não dar a impressão de um ambiente pesado. As cores são bem vindas, mas sempre lembrando que, se a parede é escura, deve-se contrabalancear com móveis claros. E se a parede é clara pode optar por móveis mais escuros, de madeira ou lacados.

Por vezes existem cores difíceis de serem utilizadas, pois são mais difíceis de combinar. A exemplo disso temos os tons laranja e roxo. Ao usar estas cores, opte por branco, preto e cinza na restante decoração ou por tons de madeira e metálicos, que conjugam bem com esses tons.

Existe uma forma segura de acertar sem arriscar demasiado, muito usada pelos decoradores, que é a combinação por analogia. Desta forma consegue dar cor a uma divisão recorrendo a nuances de cores bonitas e suaves. Esta técnica baseia-se em reunir três cores que estejam próximas na roda cromática, ou seja, que se encontrem todas lado a lado. Com elas consegue-se criar uma grande harmonia no espaço e uma decoração bem atractiva. Basta que se seleccione uma determinada cor base e os seus diferentes tons e intensidades. Por exemplo: se escolhermos a cor lilás como predominante, poderemos usar um tom mais claro, o violeta, ou mais escuro, o roxo, de forma a criar contraste. A ter em conta que se o espaço for pequeno, o ideal é combinar também branco e tons neutros.

De todas as combinações de decoração, a opção mais chamativa e que consegue transmitir mais vida a uma divisão é a que tem como base as chamadas cores complementares. Na roda cromática estas estão situadas "frente a frente" e, quando combinadas em decoração, resultam muito bem. Entre elas encontramos as combinações vermelho-verde, azul-laranja e amarelo-violeta. Uma boa ideia é comprar móveis como cadeirões, puffs e têxteis destas cores mais vivas e complementá-las com cores mais claras nas paredes e no restante mobiliário, criando assim mais luminosidade no espaço.

A título de curiosidade, como já foi retratado anteriormente num outro post, vamos mencionar a técnica Feng Shui e ver qual a influência das cores e os sentimentos que elas transmitem aos ambientes.

  • Amarelo (em tom neutro) - cor que estimula o intelecto, a comunicação e ajuda muito nos estudos.
  • Azul - esta cor tem um efeito calmante e tranquilizante podendo levar as pessoas à meditação.
  • Verde - cor indicada para a saúde e o bem estar das pessoas, pois em tom neutro tem a capacidade de acalmar e tranquilizar as pessoas.
  • Laranja - em pequenos apontamentos esta cor tem a capacidade de estimular os sentidos, a criatividade e a comunicação.
  • Vermelho - deve ser usado em pequenas doses, pois é um tom excitante e estimulante, podendo estimular áreas de relacionamento afectivo, sucesso e autoestima.
  • Lilás / Violeta - cor que transmite paz de espirito, tranquilidade e sossego. Tem um efeito purificador e transforma as energias negativas em positivas.
  • Roxo - tom que oscila entre o exótico, o erotismo e o simbolo do poder. Deve ser usado em detalhes, porque quando aplicado em paredes pode tornar os ambientes um pouco vulgares.
  • Rosa - tom de amor e de ternura, que fica bem em qualquer divisão da casa.
  • Salmão - use esta cor para destacar o coração de um espaço, ele cria o senso de abundância e incentiva a conversa.
  • Turquesa - uma óptima opção de cor para espaços que permitem o movimento e crescimento.
  • Lavanda - esta cor é uma mistura de azul e roxo que pode ser óptimo para criar um espaço espiritual especial, pois esta cor evoca a sensação de calma e espiritualidade.
  • Branco - considerado um tom neutro e frio. Pode ser usado em qualquer ambiente mas requer combinação com outras cores.
  • Preto - cor que requer algum cuidado na sua aplicação, porque em demasia nos ambientes dá a sensação de escuridão e angústia.

A fim de complementar o post, deixam-se algumas dicas e avisos importantes para tirar o melhor partido das cores que pretende aplicar nas divisões da sua moradia.

  • Se você se sentir inseguro em relação ao uso de uma cor, use-a como um detalhe ao invés de usá-la como cor base.
  • Leve em consideração a função da divisão que será pintada antes de escolher a cor. Por exemplo, um quarto serve para relaxar e descansar. Um vermelho brilhante pode dificultar o descanso à noite. Uma divisão familiar evoca a sensação de conforto e união, e as cores quentes são mais adequadas do que as frias e gélidas.
  • Esteja ciente que as cores podem ficar diferentes sob diferentes tipos de luz. Teste uma amostra de cor sob a luz fluorescente, incandescente e natural antes de fazer a sua decisão final.
  • Lembre-se de usar o primário branco sobre a parede antes de pintá-la com a cor escolhida (no caso da parede já ter sido pintada uma primeira vez), senão a cor da parede original pode aparecer através da outra e o resultado não ficará como o esperado.

Depois de ler toda esta informação, partilhe connosco...

Qual a cor / cores que melhor se adapta(m) aos ambientes da sua moradia?

© Copyright 2017 Casema

COMENTÁRIOS:

  • 30/08/2017 - 22:03 - AR - Boa noite. Como os senhores pedem a minha opinião sobre as cores numa casa, pois é o que vou tentar fazer: A minha casa é totalmente branca por dentro e por fora, menos as empenas que são de cinza escuro. Por dentro é tudo branco a contrastar com os móveis e portas de correr de mogno. Se fosse só eu a ter opinião, então eu pintava somente os centros do teto onde estão os candeeiros, de uma cor de rosa claro a simbolizar o sol que nos elimina. No quarto de casal, o meu, também pintava apenas o topo do quarto, onde encosta a cama, de um rosa brilhante a condizer com o centro do candeeiro. As outras paredes continuavam de branco, para ajudar a espelhar a iluminação. A segunda opção para o topo do quarto, seria a cor púrpura clara. Nas casas de banho, pensaria talvez numa cor azul celeste para a parede onde assenta a base de chuveiro, e de um verde alface, para a parede do lavatório. O chão ficaria com pequenos mosaicos de cor cinza claro. Quanto às restantes paredes em branco, convem-me para que destaquem as obras de arte que eu próprio pintei. Por último destaco a cor da pedra de granito polido e cor cinza escuro, no balcão da cozinha. Se um dia optar por uma casa de madeira, preferirei as cores mogno e castanho. O branco, apenas para as casas de banho. Espero que tenham gostado da minha opinião. Com os meus cumprimentos AR
            • 01/09/2017 - 14:44 - CASEMA - Caro AR boa tarde. Muito obrigado pelo feedback. É importante para nós absorver os gostos e sobretudo as visões dos clientes. Aprendemos imenso na leitura da sua descrição, e registamos com agrado o gosto explicito na mesma! Muito obrigado mesmo. Estaremos sempre disponiveis para algo que necessite da nossa parte. Cumprimentos