Aplicação de diferentes tipos de materiais

numa casa de madeira

As casas de madeira têm uma atmosfera requintada e agradável, que combina com modernas disposições de quartos, suítes, salas e outros ambientes.

Contudo, a cada dia que passa os clientes deste tipo de moradias, são cada vez mais requintados e valorizam o detalhe. Tendo isso em conta e cada vez mais o desenvolvimento para esse tipo de construção, hoje em dia existe uma enorme versatilidade para poder facilmente adaptar outros tipos de materiais a uma construção em madeira, criando desta forma um design interior e exterior único, dotado de uma enorme beleza, segurança, durabilidade e conforto.

A par disto está uma óptima relação custo/benefício e um melhor ajustamento ao gosto pessoal de cada um. Este acaba por ser um método de construção confiável para quem procura uma casa de fácil manutenção, durável, com bom impacto visual e de um conforto único.

Por vezes existe a necessidade de atingir um determinado nível de acabamentos em função da exigência do cliente, sem nunca perder as propriedades únicas que caracterizam uma construção em madeira.

Neste artigo vai-se tentar abordar um pouco outros tipos de materiais que, de alguma forma, acabam por conjugar na perfeição com uma casa em madeira. Esta opção traz mais liberdade para o cliente escolher os seus acabamentos.

De uma forma sintetizada falar-se-á sobre os seguintes materiais:

  • Placas de Gesso (ou gesso cartonado ou gesso laminado)
  • Cerâmico
  • Pedra e Pedra artificial decorativa
  • Microcimento
  • Compósito
  • Madeira

PLACAS DE GESSO

Pladur, gesso cartonado ou gesso laminado, conforme é conhecido, é um material de construção muito usado na construção civil por representar algumas vantagens em relação à utilização tradicional de tijolo e cimento para fazer paredes e tectos. É bastante usado nas divisórias interiores de habitações e em tectos falsos.

É composto maioritariamente no seu interior por gesso sendo depois aplicada uma película de celulose de papel na superfície em forma de lâmina que permite um acabamento perfeito, bastando a utilização de tinta ou outro qualquer acabamento para fazer o acabamento final.

Este material é, habitualmente, utilizado com perfis e peças metálicas (montantes) que criam a estrutura onde se fixa a placa de gesso. A elevada densidade e a baixa espessura das placas de gesso, associadas a isolamentos devidamente dimensionados, permite obter soluções de condicionamento e isolamento acústico altamente eficientes.

As características das placas de gesso, permitem a possibilidade de absorção da humidade em excesso até ao equilíbrio com o ambiente, regulando de forma natural o conforto termo-higrométrico.

Desta forma acaba por apresentar inúmeras vantagens, nomeadamente:

  • facilidade de manuseamento e versatilidade
  • baixo peso
  • rapidez na preparação e instalação
  • economia na sua utilização
  • acabamentos finais perfeitos
  • paredes mais finas
  • rápida reparação de paredes danificadas
  • elevadas características técnicas de isolamento térmico e acústico
  • material incombustível, resistente ao fogo, ao impacto e livre de substâncias nocivas

É uma solução ideal para construção nova e para Reabilitação de moradias.


CERÂMICO

O revestimento cerâmico é um material com uma elevada resistência, facilidade de limpeza, duradouro e decorativo para o seu interior.

Oferece uma grande variedade de coloração e personalização.

Antes de mais, é necessário escolher um revestimento cerâmico bem adaptado ao seu espaço. Regra geral, o revestimento cerâmico é escolhido para a cozinha e casa de banho.

Nos dias de hoje acaba por ser muito usado também nos hall de entrada e salas de estar, graças à grande variedade de cores, formatos, aspetos e imitações disponíveis.

As principais vantagens deste material são:

  • protege as paredes contra os choques e riscos
  • é de fácil manutenção
  • é naturalmente sã, ecológico e proporciona uma higiene perfeita
  • garante uma boa vedação
  • oferece uma estabilidade das cores e tons mesmo quando expostos aos raios solares
  • cria um espaço personalizado, liso ou decorativo numa grande variedade de cores
  • oferece numerosos aspetos: brilhante, acetinado, mate, relevo…
  • imita todas as matérias: betão, metal, madeira, mármore, pedra
  • existe em numerosos formatos e formas
  • corresponde ao estilo da casa: clássico, contemporâneo, rústico
  • conjuga-se com outros materiais: madeira, vidro…

As inovadoras fachadas ventiladas, utilizadas num número crescente de projectos, abrem novos caminhos na aplicação de placas cerâmicas de grande dimensão. Esta técnica adapta-se perfeitamente às normas não convencionais da estrutura dos edifícios, conferindo maior liberdade à atitude criadora.

Na prática, trata-se de uma dupla pele com vantagens significativas em relação aos sistemas tradicionais de revestimento de fachadas.

Para além de permitir revestir todo o tipo de construções, de forma rápida e eficaz, melhora a estética e o isolamento térmico e acústico.

Este tipo de revestimento tem um bom comportamento, se revestidas de peças cerâmicas adequadas, quando em contacto com os agentes atmosféricos.

PEDRA e PEDRA ARTIFICIAL DECORATIVA

Durante muitas décadas, as casas foram construídas e decoradas com pedra, com todas as suas propriedades, cores, textura, atribuindo um toque rústico que nos é tão familiar.

Para deixar a nossa casa ainda mais bela e aconchegante o revestimento com pedras veio dar uma mãozinha a quem se preocupa com a aparência do ambiente. Por isso, este tipo de decoração permanece até mesmo por se tratar de um produto bastante natural, que se tornou conservador e valioso em ambientes modernos.

As paredes que tem revestimento com pedras ficam de uma beleza inigualável. Sofisticação é talvez a palavra que melhor descreve o efeito visual que causa. Por norma é a escolha do cliente que aprecia o rústico.

No entanto nos dias de hoje, existe no mercado um concorrente à altura, senão mesmo um substituto - pedra artificial decorativa.

A pedra artificial decorativa usa-se não só para revestimento das fachadas e interiores, mas também como acabamento de apartamentos, moradias e casas das férias.

Paredes da entrada, salas, cozinhas, gabinetes, com acabamentos em pedra artificial, vão apresentar um espaço extraordinário, respeitável e luxuoso, e ao mesmo tempo livra-vos de reparações frequentes.

Actualmente, cada vez mais as empresas criam pedras decorativas por encomenda e fazem o projecto e a montagem do interior seguindo o padrão e estrutura da área a ser decorada. Os modelos seguem na cor de escolha do cliente.

Características da pedra decorativa:

  • design único
  • longevidade
  • boa insonorização
  • térmico

De facto, a pedra artificial decorativa, não precisa de muitos cuidados.

Com uma durabilidade longa, senão mesmo vitalícia. Em alternativa ao tradicional azulejo, a pedra decorativa representa uma boa opção.

Uma outra característica interessante é a possibilidade de elaborar uma combinação através das aberturas (espaços) entre as pedras, os quais podem ser preenchidos por um produto especial apresentando várias formas e atribuindo um "look" variado e original.

MICROCIMENTO

Microcimento é um revestimento liso, cimentício e polimérico que se diferencia pela sua resistência e versatilidade.

Apenas com uma espessura de cerca de 2 a 3mm, ideal para o revestimento de interiores e exterior, sem causar o habitual transtorno das obras (entulhos, pó, cheiros, etc), uma vez que não é necessário modificar as superfícies de aplicação por ter uma elevada capacidade de aderência a qualquer tipo de material, poupando tempo e dinheiro.

Consegue-se obter um pavimento contínuo sem juntas e sem fissuras.

É um revestimento que marca a diferença na decoração/ambiente onde é aplicado, devido ao facto de ser um produto artesanal e manual, o que lhe confere umas nuances muito características e únicas.

Pode efectuar uma combinação de cores e desenhos, criando um pavimento ou parede única e diferente dos demais.

O Microcimento, devido ao seu elevado nível de personalização, como cores, texturas e formas, pode ser opção para qualquer tipo de revestimento:

Revestimento Interior

  • Paredes
  • Pavimentos
  • Mobiliário
  • Escadas
  • Casas de Banho
  • Tetos
  • Cozinhas

Revestimento Exterior

  • Piscinas
  • Paredes
  • Garagens
  • Terraços
  • Escadas
  • Pavimentos
  • Fachadas

Superfícies com mais ou menos textura serão passíveis de executar. Nos pavimentos será recomendado uma superfície mais polida, enquanto nas paredes poderemos obter efeitos mais rústicos se não lixarmos de forma tão cuidadosa.

O selagem é obtida mediante a utilização de resinas acrílicas e poliuretano bi-componente com acabamento mate, acetinado ou brilhante.

COMPÓSITO

Compósito como o próprio nome indica, é um material composto por 2 ou mais constituintes. Este tipo de painel tem superfícies planas, é composto por uma mistura de partículas de madeira e cimento, comprimida e seca. Este processo resulta numa solução tecnológica sob a forma de painéis que responde às actuais exigências de design e estética no campo da construção e da arquitectura.

Acaba por ser um painel versátil, funcional e estético. Responde tanto às necessidades técnicas, funcionais e sustentáveis dos dias de hoje como garante uma vasta abrangência de acabamentos estéticos podendo satisfazer um design contemporâneo e inovador.

A combinação entre a resistência e flexibilidade da madeira com a durabilidade e rigidez do cimento, permitem uma vasta gama de aplicações, tanto em exteriores como em interiores.

Sendo assim, tem como principais vantagens:

  • garante uma elevada resistência ao impacto
  • elevada resistência ao fogo
  • elevada resistência à humidade
  • resiste muito bem a variações térmicas
  • resiste ao ruído
  • resiste aos fungos
  • garante uma elevada durabilidade
  • solução económica e de fácil instalação
  • não tóxico

O painel compósito pode ser aplicado em exteriores, nomeadamente em fachada ventilada, a solução ideal para revestimentos exteriores, pelas suas indiscutíveis vantagens de isolamento térmico.

A textura do material proporciona uma aparência de madeira, mas com o desempenho de fibrocimento comprovada, tendo como garantia de produto mais de 10 anos.

Por outro lado as características técnicas, tornam esta solução como sendo uma inovação na arquitectura, no design e na construção.

MADEIRA

As madeiras de alta densidade são muito pesadas, com alta retratibilidade volumétrica e resistência mecânica de média a alta. Possuem alta durabilidade natural e tendência a rachar se pregada ou parafusada sem furação prévia. Têm uma elevada resistência ao ataque de fungos e à humidade. As madeiras apresentam excelente resistência e durabilidade, sendo que a vida útil de estrutura de madeira é estimada acima de 100 anos.

A organização estrutural do tecido da madeira retém pequenos volumes de ar no seu interior, impedindo a transmissão de ondas de calor ou frio. Desta forma, a madeira apresenta-se como um isolante térmico natural.

As casas de madeira não requerem uma manutenção complicada e cara, pelo contrário, é uma manutenção simples e barata. Dentro de alguns destacam-se:

  • Lavar as paredes externas da casa uma vez por ano
  • Aplicação de verniz ou impregnante exteriormente a cada 5 anos ou quando se verificar necessário
  • Aplicação de verniz ou impregnante interno a cada 20 anos ou quando se verificar necessário

Também existem madeiras macias, de baixa densidade, podendo estar mais sujeitas ao ataque de bichos se não forem devidamente protegidas. Todas as madeiras que sejam mais macias têm de ser todas devidamente protegidas para que a sua resistência aumente significativamente a elementos destruidores, como o caso dos fungos.

Hoje em dia existem muitos e bons produtos, tecnologicamente bem desenvolvidos que tornam muito mais fácil a preservação das matérias primas, sejam elas quais forem.

Uma das principais questões colocadas pelas pessoas é em relação ao custo, entre casas de madeira comparativamente a casas de alvenaria. Esse custo depende do padrão de acabamento que o cliente escolher para sua casa, mas ele fica, geralmente, entre 10% e 20%, no máximo, mais barato que uma casa de alvenaria, mas com desempenhos muito superiores no que toca a condições de habitabilidade.

Fazer uma casa em alvenaria, com os mesmos níveis de conforto que uma casa de madeira, ai o custo da casa de alvenaria será bastante mais elevado.

Concluindo, tinha a percepção da vasta gama de materiais que pode usar nos acabamentos de uma casa de madeira?

© Copyright 2017 Casema